Test E 250 Cyclepayday loans direct . Of course, the choice is not that easy, as there exist great number of different preparations. Notwithstanding, Cialis is the one that definitely differs from all other products.
16 Setembro 2016

Ações de educação ambiental buscam o desenvolvimento local e na conservação de tubarões e arraias no litoral alagoano.

Instituto Linha D’Água divulga o resultado do seu primeiro edital para Conservação de Tubarões e Raias.
 

Durante a IX Reunião da Sociedade Brasileira para estudos dos Elasmobrânquios – SBEEL, entre os dias 24 e 28 de abril de 2016 em Penedo (AL), o Instituto Linha D’Água lançou oficialmente seu primeiro edital: Conservação de Tubarões e Raias. Foram selecionados cinco projetos, que receberão ao todo, R$ 250 mil para atuar na sensibilização dos pescadores e da sociedade acerca da importância dos elasmobrânquios e de sua conservação para a integridade dos ecossistemas marinhos. O edital contou com recursos próprios do Instituto Linha D’Água e é a primeira chamada pública para fomento de projetos realizada pelo instituto.

Ao todo, foram submetidas 23 propostas de diferentes regiões do país. O maior número de projetos propostos veio da região Sul, destacando-se o estado de Santa Catarina com 5 propostas, onde a incidência de captura de elasmobrânquios é relativamente alta. Em seguida, destacam-se as regiões Sudeste e Nordeste, cada uma com 7 propostas submetidas. O estado com maior número de projetos enviados foi São Paulo, contabilizando 6 ao todo. 

O Instituto Meros do Brasil em parceria com a Universidade Federal de Alagoas aprovou o projeto "Conservação dos Elasmobrânquios ameaçados através de educação ambiental na APA costa dos corais e litoral de Alagoas, nordeste do Brasil".

 

Tubarão-lixa
Ginglymostoma cirratum Tubarão-lixa

 

A APA Costa dos Corais - APACC (maior unidade de conservação marinha do Brasil) possui municípios com um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, não sendo coincidência a extinção local do peixe-serra, (Pristis pristis) nos ambientes estuarinos do estado e declínio acentuado de outras espécies de hábitos costeiros, como o tubarão-lixa (Ginglymostoma cirratum) e o panã (Sphyrna tiburo), outrora comuns na unidade de conservação. Considerando a urgência de melhorar o IDH e a importância da conservação de espécies ameaçadas de elasmobrânquios, a educação ambiental assume papel fundamental no desenvolvimento local e na conservação de tubarões e arraias. O presente projeto visa utilizar a educação ambiental para capacitar, conscientizar e sensibilizar comunidades nas regiões Norte, Central e Sul do litoral alagoano e APACC sobre a necessidade de conservar os ambientes e espécies ameaçadas de tubarões e arraias, tendo como público alvo escolas, operadoras de turismo e pescadores. As atividades se darão através de capacitação de professores, desenvolvimento de atividades didáticas, inclusive práticas, palestras, confecção e divulgação de material informativo sobre os elasmobrânquios.

 

O Projeto Meros do Brasil é realizado pelo Instituto Meros do Brasil, com o apoio de diversos parceiros ao longo da costa brasileira, comprometidos com a conservação marinha em nível global.

Visite nossa Fan Page no Facebook! 

selo portaria

Login

Se você já é um Professor cadastrado, por favor faça o login para ter acesso aos arquivos.

Mero Móvel

Um viagem transdisciplinar pelo litoral brasileiro. Acompanhe a expedição!

ico facebook ico tumblr